nn5n Foundation
Branch of SCP Foundation
nn5n: scp-2513 E também, Carthage Precisa Ser Destruída
EuclidSCP-2513 E também, Carthage Precisa Ser DestruídaRate: 127
SCP-2513
2513.jpg

SCP-2513 depois da contenção.

Item n°: SCP-2513

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-2513 deve ser monitorado pelo pessoal de segurança armado em todos os momentos, com ordens para deter quaisquer pessoas não autorizadas que tentam atravessar SCP-2513. Uma área de 10 km2 em torno de SCP-2513 deve ser bloqueada como uma reserva natural, para evitar qualquer possível uso por populações civis.

Dada a baixa saturação de informações relacionadas ao SCP-2513, os registros históricos existentes não precisam ser adulterados. Os registros históricos de SCP-2513 que ainda não estão catalogados devem ser relatados no cabeçalho do projeto de SCP-2513.

Descrição: SCP-2513 é uma ponte localizada a aproximadamente 7 km ao norte da cidade de Ragusa, na Itália. Originalmente construído pela República Romana e restaurado em 2006 pela Herança da Sociedade Ragusa, apresenta sinais notáveis de decadência devido à sua idade. SCP-2513, quando atravessado por um indivíduo do sul ao norte, causará um ódio irracional e repentino à República Cartaginesa, uma cidade-estado que existia na Tunísia moderna até 146 aC.

Testes adicionais determinaram que as pessoas que não possuem conhecimento prévio de Cartago manifestarão esse efeito como uma aversão geral à África do Norte e a seus ocupantes atuais. Testar indivíduos que não conhecem o continente africano não produziu manifestação do efeito de SCP-2513. No entanto, indivíduos sem um conhecimento prévio de Carthage, quando informados sobre sua existência, começam a mostrar os efeitos padrão de SCP-2513.

O efeito de SCP-2513 mostrou-se desencadear de tão pouca informação quanto a frase "Eu sou de Cartago" e "Cartago existe". Embora a intensidade desse efeito tenha diminuído ao longo do tempo, apenas um cruzamento norte-a-sul da ponte mostrou uma capacidade para reverter completamente esses efeitos.

SCP-2513 foi construído pela primeira vez em 253 aC pela República Romana. Foi construído ostensivamente para facilitar a passagem de homens da cidade de Ragusa para ajudar a República Romana durante várias batalhas na Sicília. Após a construção, no entanto, a cidade de Ragusa transferiu lealdades para ajudar as forças cartaginesas que ocupavam a ilha. Em 251 aC, a cidade de Ragusa mais uma vez mudou sua fidelidade para a República Romana. Ao contrário de várias outras cidades da Sicília durante o restante da guerra, essa foi a última mudança registrada de fidelidade para a cidade.

Em 132 aC, as estradas que levam para SCP-2513 não eram mais os principais métodos para se deslocar do sul da Sicília para o restante da ilha. Pouco outro registro histórico de SCP-2513 existe, exceto por uma nota em relatos históricos de Vincentius Bonajutus do terremoto siciliano de 1693. Uma única nota de rodapé relativa à destruição da ponte está contida em sua conta, que foi publicada na revista científica Transações Filosóficas da Sociedade Romana.

Na observação, no entanto, são vários tratados relacionados e inéditos, escritos por Bonajutus sobre os perigos de uma república ressurretiva cartaginesa (incluindo objeções específicas à regra da dinastia Muradid). Acredita-se que este seja o primeiro evento relacionado ao SCP-2513 registrado.

As pedras que possuem uma escultura relativa ao deus romano Janus por um pedreiro não identificado foram recuperadas da área que contém SCP-2513. SCP-2513 incorpora várias dessas pedras na sua construção, e testes adicionais envolvendo essas pedras são considerados uma prioridade para a compreensão do objeto.1

Voluntario: Dr. McCulloch

[Para esse experimento, um busto de plástico do comandante militar Cartaginês Hannibal Barca foi colocado no extremo norte do SCP-2513.]

Dr. McCulloch começa a sua caminhada pelo SCP-2513. A meio caminho, ele pisa em um passo cheio e salta no busto, agredindo-o com os seus punhos.

Dr. McCulloch: Vai se foder! Quantos você já matou, ein!? Espero que você esteja apodrecendo no Tártaro, seu cuzão barbudo seco!

Dr. McCulloch continues to assault the bust until it is beaten beyond recognition. After spitting on the ruined bust, he walks back across SCP-2513.

Dr. McCulloch: Eu não tenho irmãos, mas quando eu olhei para essa coisa, tudo o que eu poderia pensar foi, "este cuzão matou meu irmão".

Fim do Experimento 2513-2

Voluntario: Assistante Smith

Assistante Smith atravessa SCP-2513 do sul para o norte Transcrição segue:

Dr. Ruto-Jacobs: Assistente Smith, esper—

Assistant Smith: Espera! Por que estamos fazendo isso mesmo? Por que não estamos jogando todas as coisas que temos nesses merdas Cartagineses?

Dr. Ruto-Jacobs: Você está ciente de que Cartago deixou de existir há mais de dois mil anos, certo?

Assistante Smith: Então os deixamos em Tunes. Todos poderíamos dormir melhor se tivessem desaparecido. Você e eu sabemos como são esses bastardos cartagineses. Nós deixamos que eles continuem crescendo seu império, a próxima coisa que você sabe que estão batendo nos nossos portões.

Dr. Ruto-Jacobs: Obrigado, Assistante Smith. Você pode voltar agora.

Assistente Smith atravessa a ponte sem incidentes.

Dr. Ruto-Jacobs: Ainda quer que destruíssemos Cartago?

Assistante Smith: Senhor, Eu queria que nós destruíssemos Cartago.

Fim do Experimento 2513-7

Indivíduos de Teste: D-29632 e D-21154

D-29632 foi ordenado para cruzar SCP-2513 de sul para norte, enquanto D-21154 foi fornecido com uma frase quando D-29632 cruzar completamente para o outro lado. A transcrição segue:

D-21154: Você sente algo diferente?

D-29632: Acho que, sim. Eu sinto… eu não sei. Bravo? Eu quero golpear alguém na garganta, mas eu não sei quem.

D-21154 lê da nota fornecida

D-21154: Eu sou um verdadeiro filho de Cartago.

D-29632: Você é o que?! Eu vou te matar, você seu maledicente filho da puta!

D-29632 recorre a ponte, mas sua linguagem corporal torna-se muito menos agressiva quando retorna. No momento em que ele chega ao D-21154 e agarra seu colar, D-29632 se acalmou consideravelmente.

D-29632: Uh, desculpa. Você acabou de dizer a palavra "Cartago" e senti que precisava bater em você.

D-21154: Você não vai me machucar?

D-29632: Eu estava há três segundos atrás, mas não agora. Que porra aconteceu comigo?

Fim do Experimento 2513-10

Voluntário: Pesquisador Newman

O pesquisador Newman estava sujeito a lançamento iminente do emprego da Fundação (e tratamentos amnésicos associados). Devido a esses fatores, um pedido foi entretido do Pesquisador Newman para cruzar SCP-2513, para testar os efeitos de SCP-2513 durante um longo período de tempo. Este pedido foi concedido. Para evitar possíveis vazamentos, os seguintes protocolos de contenção foram decretados durante o estado afetado pelo Pesquisador Newman:

  1. O pesquisador Newman receberia uma pequena sala na Ala-D da Área-109, completa com um laptop fornecido pela Fundação. O laptop gravaria toda a atividade do Pesquisador Newman, e qualquer acesso à Internet seria monitorado e sujeito a um atraso de 15 segundos para evitar vazamentos.
  2. Qualquer pesquisador especializado no grupo de linguagem semítica deveria ser temporariamente deslocado.
  3. O Pesquisador Newman seria acompanhado por um guarda armado em todos os momentos, com ordens para deter o Pesquisador Newman se ele se tornasse violento.

Ao longo de uma semana, o Pesquisador Newman passou a maior parte do tempo no laptop. Ao não acessar o laptop, ele tentaria frequentemente informar outros pesquisadores e assistentes sobre o ódio de Cartago.

A atividade notável no laptop inclui:

  • Usando mecanismos de pesquisa com instruções como "foda-se Cartago", "malditos piratas de Cartago", "Hannibal era um porco", "Cartago deve ser destruído" e "Eu odeio Cartago".
  • Baixando e jogando um jogo de estratégia popular, criando cenários inteiramente dedicados a destruir Cartago com possibilidade esmagadoras como Roma.
  • Leitura e releitura de relatos da destruição de Cartago junto com vandalismo repetido de artigos sobre Cartago.
  • Participar em longos e prolongados argumentos com os jogadores que preferiram jogar como um Cartaginês em outro jogo de estratégia popular.

169 horas após o início do experimento, o estado afetado pelo Pesquisador Newman começou a diminuir visivelmente, embora não se dissipe completamente. Após mais 24 horas em quarentena, o Pesquisador Newman foi acompanhado de volta ao SCP-2513 e cruzou a ponte de norte a sul, auxiliando-o dos efeitos de SCP-2513.

A vigilância da Fundação do Pesquisador Newman após o término de seu emprego, até o momento, não levou à descoberta de qualquer outro sentimento anti-Cartagineso.

revisão da página: 3, última edição: 27 Jun 2018 20:40
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License

Privacy Policy of website