nn5n Foundation
Branch of SCP Foundation
nn5n: Proposta de TwistedGears-Kaktus
Proposta de TwistedGears-KaktusRate: 1223
Proposta de TwistedGears-Kaktus

SCP-001 » Proposta de TwistedGears-Kaktus

POR ORDEM DO CONSELHO SUPERVISOR

O SEGUINTE ARQUIVO DESCREVE UMA ENTIDADE ANÔMALA DE CLASSE-MAKSUR

ESTA INFORMAÇÃO É PROTEGIDA POR CLASSIFICAÇÃO NÍVEL 5. DISSERMINAÇÃO DE INFORMAÇÃO CLASSE MAKSUR É ESTRITAMENTE PROIBIDA E REPRESENTA UMA AMEAÇA IMINENTE PARA A FUNDAÇÃO SCP E SEUS INTERESSES. INDIVÍDUOS ACESSANDO ESTE ARQUIVO PRECISAM PROVIDENCIAR CREDENCIAIS DE SEGURANÇA NÍVEL 5 E SEREM INOCULADOS CONTRA RISCOS MEMÉTICOS AZ109. FALHA EM FAZÊ-LOS RESULTARÁ EM IMEDIATA TERMINAÇÃO MEMÉTICA “CARRIER OMEGA” APÓS ACESSAR ESTE ARQUIVO.

warning.png




mindkill.png



Sinais de vida detectados

Identificação da inoculação de memoria.

Bem vindo, Supervisor.



bumaro.jpg

Robert Bumaro, líder da Igreja do Deus Quebrado. Data desconhecida.

Item nº: SCP-001

Classe do Objeto: Maksur1

Procedimentos Especiais de Contenção: As informações sobre a relevância de SCP-001 para os objetos anômalos relacionados devem ser omitidas na documentação dos objetos respectivos. Enquanto as conexões com a Igreja do Deus Quebrado podem permanecer disponíveis, a origem dos itens deve ser omitida ou ofuscada.

O componente inativo de SCP-001 deve permanecer em sua localização atual, e qualquer envio ou mergulho está proibido nessa área. A descoberta civil de SCP-001 deve ser suprimida, e os amnésicos devem ser utilizados para manter a classificação. As pessoas afiliadas à Igreja do Deus Quebrado que fazem tentativas ativas de procurar o componente inativo de SCP-001 devem ser levadas à custódia da Fundação e questionadas. As informações relativas ao SCP-001, seja físico ou digital, devem ser confiscadas e contidas.

Espera-se que o componente inativo de SCP-001 permaneça inanimado; no entanto, SCP-001 deve ter experiencias com uma reanimação espontânea, todas as unidades ativas de Força Tarefa Móvel na Área-27, Área-44, Área-90 e Área-101 estão a ser atribuídas a contramedidas ativas. Se este evento (atualmente designado como um Evento de Apótese-001) ocorrer no mundo moderno, acredita-se que os meios atuais de supressão de informação seriam insuficientes. É provável que um evento de Apótese-001 resultaria em um cenário "Disfarce Quebrado" de Classe-SK2, e depois disto, um cenário de "Fim do Mundo" Classe-XK.

Os componentes ativos existentes de SCP-001 não devem chegar a 20 km de outro componente inativo de SCP-001 em nenhuma circunstância.

Descrição: SCP-001 é uma coleção de itens anômalos, juntando todas, uma única entidade mecânica de massivo tamanho montada pelos membros da Igreja do Deus Quebrado no final de 1942, perto de La Paz, no México. Os itens incluem SCP-217, SCP-1139, SCP-882, e vários componentes de SCP-629.3 Uma lista completa está disponível aqui.

Membros da Igreja combinaram os vários objetos anômalos em um esforço para restaurar sua deidade. Após a ativação, SCP-001 teria começado a integrar objetos metálicos em si mesmo enquanto buscava ativamente outros objetos anômalos. SCP-001, e o evento "Apótese-001" resultante que ocorreu como resultado de sua montagem, foi a causa de mudanças ambientais significativas no oeste do México, e exigiu um dos usos mais difundidos das amnésicas até o momento. Pós-evento, os componentes ativos de SCP-001 foram levados para áreas da Fundação para contenção, enquanto o componente inativo de SCP-001 permaneceu na parte inferior do Golfo da Califórnia, aproximadamente 23.807269, -108.418369.

Adendo 001.01: Informação Coletada Descrevendo SCP-001

Trecho de uma declaração do Jorge Castillo, Agosto de 1945

Fernand foi o primeiro… eu acho, o primeiro que contatou-me depois que encontraram o coração. Do jeito que eles descreveram, o fervor que estava em seus olhos, ele me cativou e eu sabia disso. Eu sabia que eles tinham feito isso.

Fui encontrar com Anthony e Salvador o fim de semana após a confirmação de um parente… quando eles me mostraram, fiquei surpreso. Era pouco mais do que uma pilha de engrenagens, pistões, peças de relógio e peças metálicas lubrificadas, todos agitados sem uma fonte de energia. Dentro disso eu vi o coração, assim como eles descreveram.

Ele falou comigo. Não como você e eu falamos uns com os outros, mas… com imagens e sentimentos. E dor. Foi com tanta dor. Como a faísca que lhe dera a vida, ele percebeu o que era, ou o que não era, e desejava ser completamente novo.

O desejo é uma palavra forte, talvez. Não desejo, mais do que era impulso. Algo dentro da criatura dirigiu-o para frente em direção a um fim irreflexivo e implacável. A criatura que eles me apresentaram não era como os outros artefatos que eu havia encontrado e abençoado. Este era diferente, havia algo de errado com isso, e eu não sabia até mais tarde o que eles tinham feito…

Eu implorei a Salvador para levá-lo de volta a praia e desfazê-lo, que não estava certo, mas eles não ouviriam nada disso. Começou a mover-se antes de sair, tremendo o suficiente de um lado para o outro para conseguir locomoção. Travou-se sobre uma chave inglesa, e a chave tornou-se parte do seu corpo. Eles me disseram: "Nosso Deus é inquebrável!"

Eu nunca mais os vi.

Trecho de uma entrevista com Francis Bollinger. Datada como de 1946

Não usou palavras, nem qualquer tipo de linguagem. Isso faria sons metálicos, mas ao mesmo tempo… Imagens e conceitos viriam à mente quando estávamos ao redor. Você já sentiu, quando você tem um pensamento ou uma ideia? E está tudo lá, nascido inteiramente em sua mente— você ainda precisava pensar as palavras para isso, apesar de conhecer o sentimento antes de terminar a frase? Era assim, mas de uma mente alienígena. Verdadeiramente as palavras do divino.

Trecho de uma entrevista com um agente da Unidade de Incidentes Incomuns. Datada como de 2007

Havia alguns lobos — espere, você sabe o que é isso, certo? Eles são como… como caçadores, eles trabalham para a Iniciativa do Horizonte. Eles nos confrontaram perto de uma igreja na cidade, queriam que entremos as coisas que cobramos para a Igreja do Deus quebrado, como o material abralecular que entregamos.

Nós deliberamos sobre se devemos dar-lhes — nossa posição com o HI tem sido um pouco instável, mais recentemente na memória recente. Embora estivéssemos em bons termos com os devotos, os lobos eram mais… bem, são mais agressivos. Olhamos o que tínhamos, e enquanto nós fazíamos, um habitante caminhava. Não sei de onde veio. O habitante se vestia como um hippie; pequena correntes de ferro em seus cabelos, mas parecia distante o tempo todo. O olhar em seus olhos, seu sorriso anormal, como se estivesse quase lá.

Olhou o que tínhamos e disse que só queria isso, uh. Eu realmente não sei o que era. Uma caixa de metal, quebrou e clicou, e colocou este pequeno feixe de luz em uma extremidade quando eu a peguei. Senti mais leve do que eu pensaria. Perguntei por que isso era importante para ele, e disse que seria mais fácil mostrar-me do que contar.

Fechou os olhos e inclinou a cabeça. Não se moveu ou falou depois disso, então fechei os olhos também. Trouxe sua testa para a minha, mas como forma de compensação. Nós ficamos assim por um segundo, foi muito estranho, antes que ele de repente movesse o queixo para baixo, me fez mexer um pouco.

O mundo caiu abaixo de mim e eu caí. Algo tocou em minha mente, uma imagem de duas engrenagens, anteriormente amontoadas, agora separadas. Senti os dentes da minha coluna vertebral quando eu me abaixei, um passo e eu cliquei na engrenagem multidimensional que era o planeta. Ele girou ao redor do forno do sol, amarrado a ele pela corrente que era a gravidade, e nós nos lançamos juntos através de um cosmos oleoso com todo o poder de uma primavera infinitamente desenrolada…

…D-desculpe. Foi uma experiência. Não, não era uma experiência religiosa, mas… sim. Me disse para pegar a caixa de volta e sentiu-se muito mais pesado do que antes. Eu não poderia dizer se realmente tinha mais peso, ou se sentia mais… significativo. Eu dei ao habitante e não ouvi nada de contrário dos lobos ou dos meus colegas de equipe ou meu superior.

broken1.jpg

Imagem tirada do repositório de informações da Igreja do Deus Quebrado. Acreditava ser a incarnação precoce de SCP-001.

Adendo 001.02: Entrevista com a padre Randall, junho de 1945

[DIALOGO IRRELEVANTE REMOVIDO]

Williams: Tudo bem. Você mencionou o coração mais cedo. Você estava lá quando eles encontraram?

Randall: Não, não é nada. Eu estava fora do país na época, encarregado de um novo objetivo no Panamá. Eu só ouvi sobre Ezekiel após o fato.

Williams: Quem era Ezekiel?

Randall: Um dos agentes de Bumaro. Antes de ser eleito líder da igreja, Robert manteria vários deles, esses indivíduos que estavam em sintonia com Deus e podiam sentir sua presença, falam sobre isso. Ezekiel descobriu um artefato de algum valor, e Bumaro levou-o depois. Esses agentes também foram os primeiros a experimentar os aumentos. Como você pode imaginar, muitos deles morreram.

Williams: Mas não Ezekiel?

Randall: Não. Ele estava muito perto de Bumaro, e não sei se ele teria arriscado o bem-estar de Ezekiel. Não importa, Ezekiel não precisava de dinheiro para falar com o Deus. Ele era apenas… capaz.

Williams: Então, o que Ezekiel tem a ver com o coração?

Randall: Você ouviu o Avery dizer-lhe que eles tinham um estoque de artefatos, certo? Qualquer coisa que um desses agentes tocou, se eles sentiam algo, eles o mandariam para La Paz com o resto. A maior parte era inútil, mas de vez em quando eles encontrariam algo legítimo. O purificador, o único— de qualquer coisa que você o chama, um dos agentes descobriu que perto do Nepal. Eles tinham tendões e ligamentos e tudo mais, mas todos eram apenas partes. Eles iriam por conta própria, mas eles não fizeram nada juntos.

Williams: Como você quer dizer?

Randall: Os textos referem-se ao Deus que se remonta quando as peças são trazidas antes de seu coração. Tudo o que você precisa fazer é alimentar o coração de um membro e o Deus terá um membro. Mas eles não conseguiram encontrar um coração. Havia (faz uma pausa) alguns agentes que alegaram ter encontrado um, mas eram todos os mesmos maços inúteis que o resto.

Williams: Onde Ezekiel figura nisso?

Randall: Ezekiel foi quem disse ao Bumaro que, se eles não conseguissem encontrar um coração, talvez eles pudessem construir um deles. Isso, na época, voou diretamente em face da doutrina da Igreja. A liderança, se eles soubessem, o teria excomungado. Mas estava rapidamente se tornando claro que o projeto não poderia durar até o verão. Fui enviado com a minha missão de reabastecê-los depois que Ezekiel partiu, e os suprimentos estavam quase esgotados.

Williams: Nossos registros indicam que o coração foi algo que eles descobriram. Isso não é verdade?

Randall: Claro que não é verdade. Você não pode pregar a uma congregação sobre Deus dando partes de si mesmo e depois virar-se e dizer-lhes que a parte mais essencial é algo que você evocou do nada. Pior do que nada, no entanto. Os detalhes do que fizeram para criar esse coração e torná-lo vivo nunca foram revelados para mim, mas você pode tirar conclusões da evidência. Houve uma seca nesse ano, e a crise da poliomielite atingiu um máximo histórico. Milhares morreram, todas as causas naturais. Um evento insensato, nunca gravado exatamente por causa da atenção na guerra. Dios mio, mas quem pode dizer.

Williams: Você acha que os dois estão relacionados?

Randall: Eu acho que o tempo é muito coincidente. E, sabendo o que sei sobre o que se tornou essa coisa, acho que a resposta é clara. Esse não era o coração de Deus, agente. Isso era algo completamente diferente.

[DIALOGO IRRELEVANTE REMOVIDO]

Adendo 001.03: Transcrição de Áudio Recuperado, Novembro de 1942

Vídeo recuperado do filme documentário local.

O vide-o começa em uma casa destruída, os destroços centrados em torno da garagem. Os fragmentos de metal e as tiras de borracha seguem a calçada e para o asfalto, e atravessam a rua. Peças de vários automóveis estão espalhadas pela rua e na calçada. A trilha leva ao SCP-001, que está integrando um caminhão.

SCP-001 continua até a casa mais próxima, onde começa a consumir as calhas. Os moradores da área fogem da cena, vários feridos por fragmentos de vidro descartados e metal torcido descarregado por SCP-001. Luzes produzidas a partir de várias partes do foco do corpo de SCP-001 nas várias figuras propensas. Uma seção ao longo do trem de pouso de SCP-001 altera-se e se afasta do corpo principal, que continua na rua em busca de mais fontes de material.

A subseção ejetada continua as alterações, formando uma vara vertical um tanto semelhante a uma coluna vertebral humana e uma caixa torácica. Colapso em várias áreas, as protrusões de costela que se estendem para fora enquanto o resto da cápsula se transforma em uma forma humanoide. A luz é produzida a partir da cabeça, que é focada em um civil próximo.

O humanoide metálico pega o civil, que parece estar morto, e o coloca em uma pequena câmara entre as costelas humanoides. As costelas vibram quando o humanoide se aproxima de um segundo civil, que está tentando se arrastar para longe. Ele tenta atacar enquanto o humanoide a levanta e a coloca dentro de sua cavidade torácica. O humanoide se afasta da câmera para se aproximar de um terceiro civil e o que parece ser a mão desmembrada do homem caído no chão.

Um crescimento nas costas do humanoide se expande lentamente à medida que continua a reunir corpos, o corpo do humanoide diminuindo de tamanho, assim como o faz. Pelo sexto corpo consumido, o crescimento é maior do que o humanoide, e é incapaz de continuar o movimento bípede. Os membros recuam para dentro do corpo e as costelas se estendem para permitir que ele escorra no telhado de uma casa próxima.

Permanece no local há vinte minutos. O exterior do nariz da entidade se abre, revelando três humanoides. Cada um deles parece ser sintomático de SCP-217 e apresenta características físicas dos seis civis capturados. Um humanoide com correntes ao longo de seu corpo, sacode, o que parece estar morto. O terceiro, um homem com membros de relógio, examina-se antes de saltar do telhado, pousando no estômago. Não parece estar danificado por isso, o que parece causar-lhe dificuldade. Em seguida, persegue SCP-001, que está consumindo outro veículo mais adiante na rua.

O humanoide percebe a equipe da câmera. Começa a acenar, mas rapidamente pára. Parece em direção a SCP-001 antes de saltar para o quintal, e fora da visão da câmera.

Adendo 001.04: Conversa de telefone com Robert Bumaro

Nota: O seguinte é áudio de uma conversa telefônica gravada entre um agente da Igreja do Deus Quebrado (nome desconhecido) e Robert Bumaro. A chamada foi gravada em dezembro de 1942 e foi coletada pelo pessoal da Fundação durante uma incursão em uma fortaleza da Igreja em 1966.

[INICIO DA LIGAÇÃO]

Bumaro: Aló?

Agente: Saúde para você, Pai.

Bumaro: Dmitri?

Agente: Não.

Bumaro: Ah, é claro. Saúde para você filho. Como está o nosso Senhor?

Agente: Forte como sempre. Tivemos que movê-lo da parte de trás do nosso escritório para um armazém nas proximidades.

Bumaro: Como ele está sendo alimentado?

Agente: Como você pediu.

Bumaro: Certo. Quando você ira ao Peñasco?

Agente: Dentro da semana. Estamos esperando o próximo trem.

Bumaro: Talvez seja necessário que seja mais cedo. Houve uma invasão em La Paz há duas semanas. Três dos nossos homens não foram contabilizados. Existe uma crescente atividade da Fundação nas proximidades— (corta momentaneamente)

Agente: Pai?

Bumaro: (Falando para outra pessoa na ligação) Amanhã, amanhã.

Agente: Pai?

Bumaro: Sim. Esperávamos que eles se dirigissem para o norte, mas eles vieram para o oeste. Um pequeno revés.

Agente: Que tal a casa segura? Tem vários artefatos lá, e—

Bumaro: (Ligação corta) Um pequeno revés. Eles não sabem onde está, e mesmo que o tenham feito, essa não é sua prioridade agora. Seus olhos e os olhos do resto do mundo estão na Europa. À medida que seu olhar se instala lá, eles não perceberão a nossa realização até que não tenham poder para detê-lo.

Agente: Isso foi, uh, eu tenho algo para te falar, Pai.

Bumaro: Sim?

Agente: Nosso Deus, uh… é voraz. Não podemos parecer saciar, os suprimentos que nos foram fornecidos não são…

Bumaro: (Ligação corta novamente) Qual é o problema?

Agente: Pai, nosso… Senhor está destruindo a sua casa. Não podemos convencê-lo a parar, ele não pode ser fundamentado e—

Bumaro: Absurdo. O coração dos devotos pode falar diretamente ao nosso Deus. Você não pode ouvir suas palavras quando ele se aproxima de você? Você não sente a máquina se movendo dentro de você? Ou você precisa de mais provas além dos vivos, respirando Deus diante de seus próprios olhos?

Agente: Não! Pai, não é isso, é que—

Bumaro: Não aceito isso. Durante anos, oramos e pedimos que nosso Deus seja ininterrupto diante de nós. E agora, ele se apresentou. Sabemos que o divino falará ao coração do devoto. Se você está me dizendo que não há nenhum entre vocês que são devotos o suficiente para se comunicar com o nosso Senhor, me diga agora para que você possa ser substituído.

Agente: Nossa fé é forte, Pai. Por favor, perdoe minha insolência. Estou apenas equivocado.

Bumaro: Veja para si mesmo, então. Eu me preocupo com sua fé. Peça a um de seus irmãos, um que é mais forte do que você, que ele fale com o Senhor e conte-lhe a necessidade de segredo. Nosso Senhor entenderá, sem dúvida. O Deus ininterrupto é um deus razoável.

Agente: Sim, saúde para você Pai.

Bumaro: Saúde.

[FIM DA LIGAÇÃO]

Adendo 001.05: Relatório, Dezembro 1943

mexico.png

México, antes e depois do Evento Apótese-001.

O seguinte é uma entrevista realizada com o Comandante da Fundação, Mark Peterson da Área-74. O diretor, que antes do evento Apótese-001 estava estacionado na Cidade do México, estava no local com pessoal da Fundação em La Paz durante o evento.

Diretor Cornwell: Comece novamente, estamos gravando agora.

Comandante Peterson: Tudo bem. Os primeiros relatos que tivemos sobre a atividade da Igreja no México foram em 41, mas era bastante menor no momento. Acabamos de terminar as operações de campo perto da fronteira no norte e nos preparamos para transferir nossos ativos para Atlanta para implantação na França. Acabamos de receber nossas ordens para recuperar uma série de objetos sensíveis que eles não queriam entrar nas mãos dos krauts, e eles iriam mover nossa divisão para fazer isso. Liderança não tinha certeza de que o Roosevelt faria o chamado para se mover em tempo suficiente para que nos combinássemos com os americanos, então nós teríamos que entrar separadamente. A coisa toda foi uma bagunça.

Diretor Cornwell: O que o manteve em La Paz?

Comandante Peterson: Eu estava lá em um acidente. Um dos nossos trens tomou a rota terrestre para La Paz, provavelmente para pegar alguns dos armamentos que tínhamos lá. Acontece que o trem deveria dirigir-se para o norte. Então, de repente, a maior parte da liderança ao sul do Rio Grande está em La Paz, que em retrospectiva provavelmente nos fez muito bem no que diz respeito ao esforço geral.

Diretor Cornwell: Quando você ouviu pela primeira vez sobre a Entidade Apótese-001?

Comandante Peterson: (Risos) Jesus. Isso é o que eles estão chamando agora? A máquina, eu acho, primeiro ouvimos através da maior atividade na área em… Eu acho que seria um pouco mais de um ano atrás. Acabamos em La Paz em outubro de 42, então… sim, isso parece certo. A primeira evidência concreta de que algo errado foi quando um trem de… refugiados? Parece meio bobo de chamá-los, mas acho que é exato. Eles apareceram em La Paz perto do final de outubro, falando sobre como toda a cidade tinha sido coberta de palhaço. Eles realmente não elaboraram muito, apenas continuaram dizendo "la maquina, la maquina," você sabe, "a máquina". É por isso que estávamos chamando isso, por sinal. Não tínhamos ideia do que era suposto ser.

Diretor Cornwell: Qual a sua primeira interação com a entidade?

Comandante Peterson: Bem, o trilho parou de correr, se é o que você quer dizer. Percebemos das autoridades locais que houve um acidente no norte e que os trens já não estavam indo para a fronteira. Não foi um problema enorme para nós, já que poderíamos ter levado um par de veículos e nos dirigimos para o leste até atingir uma dessas pequenas cidades ao pé das montanhas. A maioria deles estava conectada inteiramente a uma linha ferroviária separada, e nós poderíamos ter conseguido assim. Mas as grandes coisas, as coisas que o trem tinha sido enviado para La Paz, não podiam ser movidas. Então, nós aguardávamos isso. Então, DeMarco teve a brilhante ideia de enviar uma festa até a linha ferroviária para ver onde estava a espera e ver o que poderíamos fazer para limpá-la. Ele liderou a própria expedição.

Diretor Cornwell: O que aconteceu com o agente DeMarco?

Comandante Peterson: Você sabe muito bem o que aconteceu com ele, Bill.

Diretor Cornwell: É para o registro.

Comandante Peterson: Bem. Nós não ouvimos de volta deles depois de três dias e enviamos o resto da liderança para o Oriente de qualquer maneira para que eles não tivessem que esperar, mas depois de cinco dias, um dos caras de DeMarco apareceu em nosso acampamento. Ele estava delirante, falando sobre o "devorador de mundos", e como o resto dos rapazes haviam o recebido. E eles não tinham? Eu sei que não era tão grande, então, que acabou, mas não era algo para brincar. DeMarco…

Diretor Cornwell: Você está bem?

Comandante Peterson: Sim. Ele tentou matá-lo. Ele provavelmente sabia o que não saberíamos até mais tarde; que não conseguimos conter isso. Não havia um buraco no mundo grande o suficiente para colocá-lo, ou uma caixa que não iria sair do seu caminho. Mas não importava para ele, nem para quem ele fosse. A Máquina não se importava.

Diretor Cornwell: Quando você o viu pela primeira vez?

Comandante Peterson: Dezembro. Quando tínhamos entrado, eu era parte de uma equipe expedicionária que voou lá para dar uma boa olhada nisso. Já era… Quero dizer, você viu o que fez para aquele lado do país. Nunca vi nada tão grande que pudesse se mover. Era como uma montanha de partes móveis, enegrecendo o céu enquanto queimava tudo o que estava empurrando para o peito. E foi pequeno então, Foi… eu não sei. Todos nós tínhamos treino de preparação de Evento-XK, mas isso foi acima e além de tudo o que tínhamos treinado. Foi inevitável. Sabíamos que íamos morrer, e isso ia nos matar. Era apenas uma questão de tempo.

Adendo 001.06: Correspondências Coletadas

Nota: Os seguintes são excertos de correspondências escritas do pessoal da Fundação estacionados em La Paz, recuperados do site temporário na sequência do evento Apótese-001. Os nomes foram omitidos.

Caro ███████,

Eu nem sei se isso vai chegar até você. Nenhum dos trens está funcionando, mas nosso comandante diz que ainda podemos receber cartas. Espero que sim, eu gostaria que você lesse.

Os céus aqui embaixo foram escuros por semanas. Fumar do norte todos os dias, dificil respirar. Eles ainda não têm encanamento interior aqui, e ninguém, exceto os outros caras da nossa empresa, fala inglês.

Ainda não sabemos o que estamos aqui para fazer também. Eu continuo ouvindo que estamos aqui para consertar os trilhos, mas por que não vamos para o norte? Não são as quebras nos trilhos no norte?

Um homem entrou na cidade hoje com a metade da cara queimada. Ele era como um homem morto, não respondeu a ninguém. Ele se aproximou do meio da cidade e entrou em colapso. Quando ele finalmente acordou na enfermaria mais tarde, ele estava delirante. Contando uma história sobre uma máquina do tamanho de uma montanha que falou com você. Disse que havia pessoas saindo de suas casas e correndo, apenas para se jogar na maquina. Disseram que estavam triturados, como saltar debaixo de uma cortadora de grama. Então ele morreu, e ninguém sabe por quê.

As montanhas desmoronaram diante de nossos próprios olhos. Vimos uma figura subindo através da fumaça, lenta e pesada, mas com um impulso aterrorizante. Não se arrastou como uma fera ou caminhou como um homem, mas foi encaminhado para frente pelo giro de um milhão de engrenagens, como uma centinha de ferro. Seu corpo se estendeu para cima, na fumaça, mais alto do que podíamos entender. Dentro do peito, vimos fogo, como os fornos do inferno. Chegou às montanhas ao norte de nós e não parou, nem deu uma volta, mas passou e as devorou. Estendeu a mão com um longo braço pulsante e puxou uma aldeia inteira para a sua mandíbula. Eu vi homens pulando para a morte deles como suas casas foram varridas, no mesmo inferno que o resto. E uivou, não apenas através da moagem das engrenagens e do agitação da máquina, mas em nossas mentes. Eu podia ouvi-lo em meu coração. Estava gritando.

Diretivo: Comando Central, Área-001

Cortesia de: █████████████

A área está perdida. La Paz em ruínas. Entidade mecânica contida. Grandes alterações geológicas. XK evitado. Solicitando suporte amnésico.

bg.png

SCP-001. Imagem recuperada após o evento e está fortemente danificada. Fotógrafo desconhecido.

Adendo 001.07: Entrevista com o Tenente do GOC

Nota: O seguinte é um trecho de uma entrevista pós-evento realizada com um tenente do GOC, codinome "Revenant". A gravação da entrevista e todas as suas transcrições foram coletadas pelos agentes da Fundação durante uma troca de informações negociada em 1992. Até o momento, a identidade de "Revenant" é desconhecida.

Há uma história que é contada entre os agentes da Fundação, algo que os veteranos caçadores vão contar aos novilhos durante as longas noites de guarda em algum bloco celular ou outro. Eu não sei quem começou, mas eu sei que eles ainda dizem isso. Já faz meio século, e eles continuam entendendo. Você pode dar-lhes muito crédito.

Eles dizem: "Vocês não sabem? O GOC matou Deus."

Mas os novatos dirão: "Não, isso não é verdade. Deus está em uma cela no local, seja o que for. O GOC não matou Deus." E eles estão falando sobre esse tipo de verde que eles foram trancados em algum lugar, aquele que pensa que ele é o deus cristão. Então os veterinários vão sorrir e balançar a cabeça, e não dirão nada. Porque todos sabem.

Eles sabem que, em 1943, no meio do Apocalipse, a Fundação não poderia fazer nada além de assistir o fim, enquanto a Iniciativa Oculta Aliada, um antecessor mal financiado, subavaliado e insuficiente da Coalizão, salvou o mundo.

A arma metafórica foi encontrada em uma ilha ao largo da costa da Grécia. Não consigo nem lembrar o que parecia, tudo que recebo é esse tipo de lembrança difusa que os amnésicos deixam com você. Mas lembro que não era tão pesado quanto você pensaria.

Por que os amnésicos? Eu estava com o destacamento implantado na área e, aparentemente, uma das peças teve algum efeito de alteração mental. Tenho uma vaga sensação de sentir algo errado, então vou levar a palavra para isso. Não me lembro do que pareceu, não consigo lembrar como ele destruiu tanta terra. Inferno, eu quase não lembro quando aconteceu e a única razão pela qual eu sei onde é todo o antes e depois dos mapas. Mas eu ainda posso sentir, no meu intestino, que não era assim que as coisas deveriam ser. Nós ficamos antes do que parecia ser um Deus irritado e vingativo, e tudo o que fez foi implorar para matá-lo.

Estávamos todos muito felizes em obrigar.

Adendo 001.08: Transcrição de Vídeo Recuperada

Nota: O seguinte é uma transcrição da filmagem de vídeo recuperada, com aproximadamente trinta segundos de duração. A transcrição do clipe foi criada pouco depois da recuperação, embora o vídeo tenha sido degradado e já não seja legível. O áudio da filmagem está em condições aceitáveis e está disponível para acesso abaixo.

Áudio Recuperado: Aviso: O som do áudio possui volume elevado.

00:01: A gravação abre em uma cidade. Muitos edifícios estão colapsados ou envoltos em chamas. Existe uma atividade sísmica significativa presente.

00:03: O vídeo mostra SCP-001. O tamanho é indiscernível no vídeo, mas a entidade ocupa todo o quadro. Está lentamente avançando.

00:09: SCP-001 é visto se movendo. As chamas ocasionais entram em erupção dentro da entidade.

00:15: As sirenes de ataque aéreo tornam-se audíveis quando o céu se acende, como se fosse por um raio. As nuvens diretamente sobre a parte de SCP-001 momentaneamente. SCP-2399 está visível, a parte inferior do lado de baixo está ligeiramente danificada. O fogo da argamassa da Fundação é visto passando sobre a cabeça.

00:20: Um tal argamassa atinge SCP-001. Nenhum dano é visível.

00:22: A parte inferior de SCP-2399 está brilhando de azul.

00:24: Um raio de luz brilhante entra em erupção de SCP-2399 e atinge SCP-001. SCP-001 reage violentamente e atinge SCP-2399.

00:26: Uma explosão é ouvida. Nada pode ser visto no vídeo.

00:30: Vários gritos dos agentes locais podem ser ouvidos, o vídeo termina.

Adendo 001.09: Neutralização de SCP-001

bg2.png

Imagem recente de SCP-001, durante a evacuação da área.

Em 17 de julho de 1943, agentes da Iniciativa Oculta Aliada contactaram diretores da Fundação estacionados em La Paz, no México, e solicitaram assistência com o transporte para a área da entidade Apótese-001. Os agentes da Fundação se movimentaram rapidamente para despachar um avião para recuperar os membros da AOI. Depois de chegar, os agentes descreveram um artefato anômalo único que eles tinham na sua custódia e como poderia ser usado para retardar o avanço da entidade Apótese-001.

Três dias depois de chegar a La Paz, em 24 de julho de 1943, a Iniciativa de Oculto Aliada despachou um único agente para área da entidade Apótese-001, com o artefato anômalo em si. Na manhã de 25 de julho de 1943, quando a entidade Apótese-001 se aproximou da costa do Oceano Pacífico, outra construção mecânica maciça4 apareceu de repente. A origem desta entidade permanece desconhecida.

Os registros do evento após a aparição de SCP-2399 estão incompletos e provavelmente incorretos. O resultado desse engajamento foi a aniquilação de SCP-001. SCP-2399 desapareceu e foi descoberto mais tarde na órbita de Júpiter baixo em estado de destruição, embora o motivo para isso seja desconhecido no momento.

O componente inativo restante de SCP-001, um grande grupo e não montado de peças de máquinas, permanece no fundo do Golfo da Califórnia. Ao remover SCP-882 da superestrutura inativa, o restante entrou em colapso e ficou totalmente inerte.

Após o evento Apótese-001, ocorreu uma massiva amnistiação de indivíduos dentro e ao redor da área agora conhecida como Baja California. Esses esforços foram auxiliados pela quantidade de fumaça preta e grossa que acompanhou SCP-001, e os registros históricos atuais descrevem o evento como um incêndio florestal. Foram feitos esforços significativos para ajustar mapas da área, além de deslocalizar civis deslocados. Devido à necessidade de um regime amnésico generalizado, vários neurotransformadores experimentais foram utilizados5, e por causa de seus efeitos colaterais mal compreendidos, estima-se que no menos de dois milhões de pessoas em todo o mundo morreram na década seguinte ao evento Apótese-001.

Adendo 001.10: Documentação da Iniciativa Oculta Aliada

Nota: O seguinte documento foi dado ao pessoal da Fundação pelo POI-004D/001 (Ver Adendo 001.12). Atualmente, desconhece-se como o documento entrou na posse do POI-004D/001.

gocheader.png

ATTN: General Darius

Relatório da Coleção de Artefatos


Autorado: Tenente Van Pelt
C.O: Coronel Baghram
Tamanho do Relatório: 57 Páginas

Sumario do Relatório: Em 30 de dezembro de 1942, um ser humanoide, de natureza anômala, foi avistado por uma patrulha perto de uma pequena ilha ao largo da costa da Grécia. O humanoide, que não reivindicava nenhum nome e não se comunicava prontamente na língua inglesa, carregava um pequeno artefato cúbico não maior do que um taco de beisebol.

O humanoide originalmente estava disposto a desistir da posse de artefatos (classificada como AR-213), mas se tornou hostil pouco depois e começou a falar. Ele ameaçou o esquadrão e subjugou dois oficiais antes de ser incapacitado pelo sargento Dixon. O humanoide fez referência ao oeste do país mexicano, exigindo que fosse libertado para que o artefato pudesse ser levado para lá.

Outras pesquisas descobriram o aumento da atividade da Fundação nessa área, bem como alguns distúrbios geológicos menores. Nas ordens do coronel Baghram, o segundo pelotão foi convidado a enviar para o local dos distúrbios com o humanoide (classificado como EN-340) no reboque. Depois de embarcar no navio para a América, EN-340 tornou-se passivo, embora obviamente desconfortável e perturbado.

Recomendando uma avaliação psicológica adicional do EN-340 após o retorno antes da terminação. Uma vez completada a análise do AR-213, os artefatos serão enviados para Zurique para incineração.

O RELATÓRIO FOI ANEXADO PARA SUA CONSIDERAÇÃO

Lt. R. Van Pelt
Segundo Pelotão
Pacificadores da Iniciativa Oculta Aliada

Adendo 001.11: Declaração do Agente Ruberson, Janeiro de 1944

transport.jpg

Pedaços inativos de SCP-001 sendo transportados para processamento e contenção.

Note: O agente Aaron Ruberson estava no local durante a coleção de artefatos de SCP-001. Como o membro mais antigo da equipe da Fundação atribuído ao esforço de coleta, ele foi obrigado a enviar uma declaração pós-evento. Este relatório foi arquivado na Área-17, até que foi adicionado ao outro material classificado relacionado ao SCP-001. Não se sabe se algum outro indivíduo teve conhecimento deste relatório, ou se alguma cópia foi feita. O seguinte é um trecho dessa afirmação.

Levamos o que pude das costas primeiro. Pequenas coisas, engrenagens e polias e pistões, coisas assim. Muito disso era lixo, mas eles ainda estavam torcendo, girando, virando. Eles ainda tinham vida neles. O tipo de coisa pequena morreu depois de algumas horas, mas eu ouvi que as peças maiores ainda estavam agitando semanas depois. Como cortar a cabeça de um frango.

As partes importantes, as que conhecíamos eram artefatos da Igreja, conseguimos empacotar e transportar o trem em La Paz para o transporte. Eu contei tudo, talvez cem? Objetos anômalos individuais. Alguns dos homens da estação de trem pensavam que teriam que criar um nova área para manter tudo.

Precisávamos manter as casualidades em um pequeno número, felizmente. Na verdade, os rapazes simplesmente ficam burros em relação à maquinaria, agindo como se ainda não conseguisse tirar seus braços. Rodriguez apertou a mão e tivemos que ajudar a movê-lo para a clínica local. Eu acho que só tivemos uma morte o tempo todo. Um dos moradores que contratamos para ajudar a mergulhar na baía e obter correias ao redor do coração para que possamos puxá-lo. Não entendi, mas ouvi falar sobre isso. Disse que o encontraram com a cabeça esmagada entre duas peças em movimento. Disse que parecia que ele o empurrava sozinho.

Eu não sei, Eu não vi. Não vi as etiquetas.

Você sabe, quando um lugar fabrica algo e, para identificar de onde veio a parte, eles terão um grande metal com o nome dele e ficarão no lado da peça? Nós vimos muitos desses em outras partes, o material que havia coletado enquanto estava a caminho do mar. No entanto, nenhum dos artefatos da Igreja fez. Todos zumbiram como tudo mais, mas não foram marcados. Você podia sentir algo ao ficar ao lado deles, como serenidade. Todo o projeto era assim, sentia-se calmo. Como o alívio.

Exceto pelo coração. Quando finalmente conseguimos sair da baía, tivemos que mantê-lo na costa por um dia por causa do tempo. Alguns dos moradores locais começaram a coçar. Disse que estavam ouvindo vozes, não iria perto disso. Não importava quanto dinheiro lhes oferecemos. Tive que aguardar para obter mais apoio da base no norte, apenas para obtê-lo carregado em um navio.

Eu… cara, eu não sei. Eu vi todos os tipos de coisas, mas minha resistência memética é bastante alta. Eu tive que passar um punhado de testes apenas para conseguir essa tarefa, e tudo estava terminado. Mas não posso negar ter outro tipo de sentimento ao redor do coração. Não sei se eu diria que estava ouvindo vozes, mas…

Certo, as etiquetas. Foi quando estávamos saindo e carregando no navio que iria levá-lo para o norte que eu os vi pela primeira vez. Eu nem pensei em dizer nada então, nem passei a pensar antes de começar a procurar alguns outros arquivos. Então esse navio caiu na tempestade, e eles perderam o coração, e o tempo todo eu continuava pensando sobre aquelas malditas etiquetas de metal. Eu percebi isso, então, eu acho. Isso não era um artefato da Igreja, Johnny.

Eles diziam "Propriedade da Fabrica6".

Adendo 001.12: Entrevista com POI-004D/001

Nota: O seguinte é um trecho de uma entrevista em 2009 com POI-004D/001, que afirma ser parte de uma seita anteriormente desconhecida, envolvendo A Igreja do Deus Quebrado. O contato foi feito com a cooperação da Unidade de Incidentes Incomuns, aquele que interagiu com POI-004D/001 está detalhado no Adendo 001.01.

Então, me diga o que você acha que sabe.

Entendo.

Interessante.

Bem, você não está completamente errado. E isso é louvável, neste dia e idade. Há alguns detalhes-chave que eu sinto que você pode estar negligenciando, e você pode estar sobrevalorizando a informação entregue a você por um amnésico auto-admitido.

Deixe-me definir o registro em linha reta.

O GOC não matou o Senhor, como eles podem proclamar tão orgulhosamente. E esse não era o Deus quebrado que eles destruíram. Era um pedaço disso, certamente, mas você me mostraria um eixo de cames e chamaria um carro? Ah, então você tem algumas partes juntas. Um motor, talvez. Mas não um carro.

Deus é muito mais simples do que isso. Deus é tudo. Da maior estrela até a menor partícula. Cada parte minúscula, completamente insignificante por conta própria. Fazendo o que quer que seja, eles devem fazer. Mesclando juntos, rangerem um ao outro. Toda parte de uma máquina cósmica.

O aspecto da máquina era, em algum momento, provavelmente apenas uma metáfora. Uma ideia. Mas, como tenho certeza, você sabe, as idéias são poderosas. Eles fazem as coisas do nada, ou mudam as coisas já existentes. E com uma pequena centella do divino, um símbolo torna-se real. Tenha um planeta com tanta vida quanto aqui, você gera muitas idéias.

E você pode me perguntar: "Por que isso é chamado Deus quebrado?" Existem algumas respostas possíveis. Algo tão simples como problemas de tradução. Reinterpretações feitas pelos devotos. O "Quebrado" é simplesmente uma tradução fraca de alguma palavra mais matizada? Deus era um ser que quebrou no Big Bang? Em caso afirmativo, por que ele quebrou? E o que acontecerá se for reparado?

Eu não posso responder a nenhuma das perguntas, salvo o último, mas você já conhece a resposta. Tudo o que Deus já era, não importa, em última instância. O que importa, para você, é que isso deve permanecer como está. "Quebrado." Deus sabe disso. As partes mais poderosas, os componentes mecânicos que as seitas mais convencionais podem rotular como sagradas, sabe-se que essa partes não devem ser uma coisa sólida. E mesmo quando forçados juntos, uma força estrangeira que os leva, eles sabem o que realmente são. Os pedaços dos monstros trabalharão para se destruir, implantar entidades menores para fazer o trabalho. O GOC não matou, eles levaram a arma de sua própria mão e reivindicaram crédito quando puxaram o gatilho.

O problema é que os humanos são uma parte muito pequena de Deus para lembrar. Lembre-se do que era antes. E então, aqueles como Bumaro inventarão novas maneiras de nos empurrar para uma singularidade.

Porque é o que acontecerá. Você viu a parte inferior do destruidor? Foi danificado mesmo antes do encontro em '43. E se você olhou de perto, você pode ter percebido que as cicatrizes estavam cada vez mais próximas do núcleo de energia. Até mesmo conseguiu danificar qualquer coisa que deixasse escorregar entre as camadas da realidade desta vez. Eventualmente, o monstro ganhará. Isso destruirá o destruidor, o devorará e, com seu poder, consumirá tudo. E quero dizer tudo. Deus voltará a ser único, uma singularidade e depois quebrar. Só que desta vez pode ter alguma força externa dentro dele. A ferrugem da Fabrica. O sangue de um rei daevita. Os Cinquistas, Wondertainment, alguma pessoa aleatória na rua com bastante centelha neles para ser um dobrador realidade. Eles terão uma mão em refazer o universo e fechar o ciclo secundário de tudo isso.

Não, isso não me interessa. É uma eventualidade, deve acontecer. Quem quer dizer que ainda não aconteceu, e seu povo foi o vencedor? Talvez a própria humanidade tenha sido o vencedor. Mas isso não significa que eu estaria contra isso, permitindo que o ciclo primário continue.

Sim é possível. Eu sei que você não pode danificar o monstro na última vez, e que o destruidor pode não se consertar pelo tempo necessário. Mas quem deve dizer que não pode ajudá-lo? Ou imitar aqueles que procuram reconstruir Deus e adquirir ajuda externa? Trabalhando juntos, nada é impossível.

Além disso, estamos quebrados. Mas unidos, somos um Deus.

revisão da página: 1, última edição: 25 Jun 2018 02:48
Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License

Privacy Policy of website